Compreenda a queda de cabelo

Compreenda a queda de cabelo
Avalie este artigo

Para todos nós chega o momento em que nos damos conta de que começamos a perder o cabelo. Com certa freqüência encontramos cabelos no travesseiro, e na hora de pentear sentimos o medo, por ter que enfrentar uma realidade que não gostamos.

Primeiramente, vamos lembrar que o cabelo se renova permanentemente e que mais cedo ou mais tarde vai cair, uma vez que é apenas seu ciclo de vida natural. Em média, perdem-se entre 50 e 100 fios de cabelo por dia. Maior é a abundância de cabelo, e maior é a perda.

Outros fatores podem intervir neste processo são:

  • variações hormonais (quedas estacionárias),
  • estresse
  • Carência de Vitaminas

Mas essas perdas são difusas e reversíveis. No entanto, se você perceber que essas perdas estão localizadas e que são mais abundantes, o ideal é ir a um médico.

Perdas transitórias e perdas crônicas

A queda de cabelo pode ser transitória ou crônica. Em função do diagnóstico, os “remédios” não são os mesmos.

As quedas do cabelo chamadas transitórias, ou estacionárias, são reversíveis. As perdas crônica deixam o couro cabeludo exposto: nessas áreas, o cabelo não volta a crescer. Então, falamos de calvície ou de alopecia androgenética.

No primeiro caso, isto pode ser devido a um choque emocional, por um grande período de estresse, ou ainda em consequência de uma doença ou má alimentação. O cabelo para o seu processo normal de crescimento, e acabam caindo alguns meses mais tarde. A perda pode ser impressionante, mas não é definitiva. Uma falta de alimento, em ferro, por exemplo, pode ser a causa.

No segundo caso, o cabelo cai e não volta a crescer. A calvície costuma ser hereditária e está relacionada com as hormonas andrógenas. No caso de alopecia, elas se fixam nas raízes do cabelo, acelerando o ritmo de renovação e os ciclos capilares deixam de ser infinitos.

A alopecia tem, pois, origem genética: é hereditária e anomalias a nível de receptores hormonais nas raízes do cabelo. Estes receptores se localizam sobre o crânio ao nível das têmporas, a testa e a parte superior da cabeça. Trata-Se de áreas que pouco a pouco irão ficando lisas. Quanto à nuca e a coroa traseira, lá não haverá grandes variações.

Mas a boa notícia é que é possível retardar a alopecia ou reverter a calvície causada por carência de vitaminas, que é a mais comum, através da suplementação correta.