Cafeína combate mesmo a calvície?

A ingestão de uma xícara de café está associada ao despertar do organismo e, justamente por isso, está presente na rotina diária da maioria dos brasileiros. Porém, além de ajudar o corpo a enfrentar a luta diária, o poder estimulante da cafeína também pode trazer outros benefícios para o metabolismo, como a regeneração celular e a melhora da circulação sanguínea, o que pode favorecer inclusive os cabelos.

Um estudo recente de cientistas da Universidade de Lübeck, na Alemanha, publicado no Jornal Internacional de Dermatologia, comprovou que a cafeína é capaz de impulsionar o crescimento dos cabelos e prolongar seu ciclo de vida, pois é responsável por bloquear os efeitos do hormônio DHT, que age dentro dos folículos capilares, desencadeando a morte das células que produzem os fios e a consequente queda.

A notícia é ainda melhor para as mulheres, pois a pesquisa concluiu que os folículos capilares femininos são mais sensíveis e respondem mais rapidamente ao tratamento com cafeína do que os masculinos.

Produtos a base de cafeína

Muitos homens sofrem com a calvície e sonham com novos tratamentos. Alguns xampus e loções contendo cafeína prometem ajudá-los a manter seus cabelos grossos e volumosos. Mas quais são as provas de que eles realmente podem fazer isso? São raros os testes no mundo real da eficácia de xampus e loções que contêm cafeína — e os testes já realizados mostraram apenas um efeito modesto.

Os resultados de laboratório parecem “realmente promissores. Mas, em termos de aplicações clínicas, ainda não chegamos lá”, diz Tina Alster, professora de dermatologia na Universidade Georgetown, em Washington. São necessários estudos elaborados mais rigorosamente, diz ela.

A alopecia androgenética, que pode afetar tanto homens quanto mulheres, é a perda do cabelo que ocorre quando a testosterona encurta o ciclo de crescimento dos folículos pilosos, como são chamadas as estruturas dérmicas capazes de produzir um pelo. Isso resulta em cabelos cada vez mais finos e curtos, diz Ingrid Roseborough, instrutora clínica do departamento de dermatologia da Universidade da Califórnia, em San Francisco.

Cafeína vs. calvície

Num estudo publicado na “Revista Britânica de Dermatologia”, uma equipe de pesquisadores acadêmicos descobriu que pequenas concentrações de cafeína, aplicada em folículos pilosos extraídos de homens e cultivada em laboratório, contrabalançaram o efeito da testosterona e estimularam o crescimento do cabelo, prolongando a fase de desenvolvimento dos folículos. O estudo demonstrou ainda que a cafeína tem um efeito benéfico sobre o cabelo feminino, mas somente quando usada numa forma ainda mais diluída que no caso dos folículos masculinos.

Estudos anteriores dos mesmos cientistas verificaram que altas concentrações de cafeína podem, na verdade, reprimir o crescimento do cabelo tanto em homens quanto em mulheres. Isso talvez seja consequência do excesso de estímulo que a cafeína produz nos folículos, sugerem os pesquisadores.

É difícil prever exatamente o ponto em que a cafeína se torna excessiva, diz Roseborough, que não participou do estudo. “Simplesmente não temos os dados.” Ela observa que o experimento laboratorial foi realizado em apenas alguns dias, então não está claro se ele vai se traduzir em benefícios de longo prazo para os humanos.

Fonte:
The Wall Street Journal

Se você deseja acabar com a calvície de forma natural, escolha suplementos naturais ricos em vitamina B, como o Hair Loss Blocker, que comprovadamente acaba com esse problema.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!