Antioxidantes e o combate aos Radicais Livres

Antioxidantes e o combate aos Radicais Livres
Avalie este artigo

As células de nosso organismo precisam de oxigênio para transformar os nutrientes em energia. Essa queima de oxigênio acaba gerando os chamados radicais livres, que prejudicam diferentes estruturas do corpo humano, como o material genético (DNA), as proteínas e as lipoproteínas, que transportam o colesterol e outras gorduras no sangue.
Os radicais livres, quando entram em contato com substâncias Antioxidantes (você vai conhecê-las nesse post), são eliminados rapidamente, caso sua produção seja pequena.

Se houver uma grande quantidade liberada pelo organismo em diferentes situações, como por exemplo, o excesso de exercícios físicos de grande intensidade e duração, a exposição ao sol em demasiado, fumar ou ingerir alimentos com muita fritura, podem ocorrer danos, como o envelhecimento precoce e doenças como Parkinson, Alzheimer, entre outras.
Para se proteger, o organismo conta com a produção de enzimas, como o superóxido dismutase, porém a quantidade diminui com o passar dos anos, e, então, os radicais livres aumentam e agem intensamente.

OS RADICAIS LIVRES PREJUDICAM A SAÚDE?

Em níveis considerados normais, os radicais livres não são prejudiciais à saúde. Em excesso, essas moléculas podem ser tóxicas ao nosso organismo. Os radicais livres podem contribuir para o surgimento de alguns problemas de saúde, como o enfraquecimento do sistema imunológico e o envelhecimento, bem como de distúrbios mais sérios, como artrite, arteriosclerose, catarata, entre outros.
Devido à correria do dia a dia, a alimentação deixa de ser a principal preocupação. Devemos ingerir, diariamente, fontes de gordura boa, proteínas, carboidratos, fibras, vitaminas e minerais, sem esquecer-se de beber os famosos 2 litros de água para que o organismo funcione corretamente.

EXERCÍCIOS FÍSICOS QUE COMBATEM OS RADICAIS LIVRES

Durante a prática de exercícios físicos intensos, o consumo de oxigênio no corpo fica muito maior. O enorme bombeamento de oxigênio, através dos tecidos, desencadeia a liberação de radicais livres.
Os exercícios de baixa e de moderada intensidade têm importância fundamental no combate aos radicais livres. Sem eles as defesas internas do organismo contra os radicais livres ficam fragilizadas. Dentre esses exercícios, incluem-se caminhada, corrida, natação, ginástica aeróbica, alongamento, yoga, musculação e ciclismo.

ALIMENTOS ANTIOXIDANTES

Antioxidantes são moléculas capazes de retardar ou impedir o dano oxidativo, processo causado pelos radicais livres. O papel dos antioxidantes é bloquear as reações de oxidação e oferecer proteção às membranas e outras partes das células. A alimentação é fundamental para combater os radicais livres e levar uma vida mais saudável. Conheça abaixo alguns exemplos antioxidantes presentes na alimentação:

  • Vitamina C: Frutas cítricas e vegetais verde-escuros, como laranja, limão, acerola, morango, brócolis e tomate;
  • Vitamina E: Gérmen de trigo, mas também no óleo de soja, arroz, nozes, vegetais folhosos e legumes;
  • Vitamina A: Cenoura, abóbora, brócolis e melão, etc;
  • Selênio: Cereais integrais, leite, manteiga, pão integral, aveia, salmão, camarão e oleaginosas, etc;

Uma opção para quem não pode ou não consegue consumir esses alimentos é a suplementação,. Os suplementos antioxidantes vão muito além de proporcionar uma simples pele bonita e jovem, eles são capazes de atuar na saúde do organismo como um todo, prevenindo o envelhecimento celular e as mais diversas doenças.

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

Seja o primeiro a comentar!