Alopecia por Tração: Conheça o Problema e a Solução

Perder os cabelos é um episódio que ninguém quer passar, por isso, convém estarmos atentos e preparados para agir prevenindo qualquer situação que possa comprometer a nossa cabeleira. Nesse sentido, a alopecia por tração, que é um tipo de alopecia traumática, é um tipo de calvície facilmente controlável, se tratada a tempo.

Quem Pode Sofrer De Alopecia Por Tração?

A alopecia por tração não faz distinção entre os sexos ou as idades, no entanto, pode apresentar-se com maior regularidade em pessoas com cabelo longo e fraco.

As pessoas que sofrem deste tipo de calvície geralmente usam penteados que puxam o cabelo, tranças alças, impulsores, elásticos muito apertados, etc. Esta ação faz com que o cabelo seja submetido a uma tração e tensão constante.

O cabelo começa a apresentar certas marcas de fraqueza, como pontas partidas, afinamento, cabelo quebradiço, etc., por sua vez, tanto a papila dérmica, como o folículo piloso começam a ficar comprometidos, apresentando claros sinais de danos. Quando isso acontece, o cabelo está não só em perigo de cair, mas de não voltar a nascer novamente.

alopecia por tracao

Possivelmente, a alopecia por tração seja uma condição muito comum em mulheres e homens com cabelo longo por causa das possibilidades de penteado que isso proporciona. É detectado um alto índice de alopecia por tração em adolescentes e adultos, diminuindo significativamente em crianças e pessoas da terceira idade.

Causas E Fatores De Alopecia Por Tração

As causas mais notáveis de alopecia por tração são todas as ações que envolvem alguma fricção, tensão no cabelo.

  • Penteados tensos,
  • Tranças,
  • Impulsores,
  • Laços apertados.

Mas também existem outros fatores que têm relação com o uso de substâncias que podem enfraquecer o cabelo:

  • Tinturas,
  • Decolorantes,
  • Alisadores,
  • Chapinhas,
  • Géis,
  • Shampoos muito fortes,
  • Etc.

Existe Algum Sintoma De Alopecia Por Tração?

Os sinais mais evidentes desta alopecia, são as próprias características da doença:

  • Afinamento do cabelo,
  • Alguns casos apresentam caspa,
  • Coceira,
  • Perda de cabelo em grandes quantidades durante o banho ou pentear o cabelo,
  • Às vezes se sente um formigamento na área em que ocorre a maior perda de cabelo,
  • Leve dor no couro cabeludo.

Tratamento

Detectar a alopecia por tração prematuramente pode ser a maneira mais eficaz de lidar com este tipo de queda de cabelo. A alopecia por tração não tem nenhum tratamento específico, à exceção dos cuidados básicos e, em caso de uma densidade muito baixa de cabelo, transplante capilar ou medicamentos.

Uma alopecia de tração pode ser simplesmente detectada por um dermatologista com experiência em calvície e recomendar os cuidados necessários para parar a perda de cabelo. Os cuidados básicos se resumiria em cuidar melhor do cabelo:

  • Evitar puxar o cabelo,
  • Livrar-se de penteados que produzem tensão,
  • Não esfregar o couro cabeludo,
  • Não trançar;
  • Não aplicar tinturas e produtos químicos em geral;
  • Não usar acessórios como fivelas, prendedores, ligas, etc.,
  • Evitar o uso de secadores de cabelo, chapinha, baby liss.

O ideal é deixar o cabelo solto as 24 horas do dia, para que os folículos capilares começam a normalizar, de modo que o cabelo comece a crescer sem problemas.

Seja por tração ou por pressão, alopecia traumática pode ser controlado seguindo algumas diretrizes de cuidado básico.

O cabelo não demora a crescer se a alopecia por tração está em uma fase precoce: em poucas semanas, notamos grandes mudanças na aparência do cabelo. Para que a densidade volte a ser a ideal, possivelmente, demora entre 3 a 6 meses, mas também pode demorar mais tempo.

Uma alternativa que muitas pessoas usam é cortar as partes mais danificadas do cabelo e por um tempo, manter um corte reduzido e sempre solto. Isto pode ser útil se você tem dificuldade para usar o cabelo longo sem fivelas ou ligas.

Se a alopecia por tração foi muito avançada, talvez se interesse em adotar o uso de uma peruca. Atualmente existem  perucas que são praticamente invisíveis. De fato, se costuma chamar de ‘perucas indetectáveis’.

O uso de antibióticos pode ser recomendado em pacientes com alopecia que, por sua vez, possuem uma infecção dos folículos pilosos. Isso costuma ocorrer em casos onde a calvície leva muito tempo ou também por ferimentos no couro cabeludo que atrasam o crescimento do cabelo novo.

De persistir uma infecção nos folículos pilosos pode ser catastrófico para o nascimento de cabelo novo. As infecções podem danificar irremediavelmente os folículos pilosos.

Algumas outras substâncias também podem contribuir para desinflamar os folículos pilosos, como a cortisona. Reduzir a inflamação também é algo fundamental para prolongar a vida útil dos folículos.

Em casos muito pontuais, uma alopecia por tração pode levar a que o folículo piloso já não produza mais cabelo, geralmente, quando está acompanhada de uma alopecia androgênica. Nestes casos, pode-se recorrer a uma prática de cirurgia para transplante de cabelos de zonas com maior densidade na área afetada pela tração.

Felizmente, a alopecia traumática por tração é uma das alopecias mais fáceis de prevenir e remediar. É essencial, no entanto, melhorar os maus hábitos sobre o couro cabeludo para melhorar o estado geral do cabelo e o folículo piloso.

A prevenção é o melhor tratamento, como já mencionamos anteriormente. Está em nós adotar uma conduta saudável para o nosso cabelo, evitando, assim, episódios infelizes.

 

Você sabia? Grande parte da queda de cabelo é resultante de deficiências de vitaminas e minerais no corpo, além da má alimentação. Por isso, foi desenvolvido um suplemento alimentar voltado exclusivamente para quem sofre deste problema: conheça o Hair Loss Blocker.