Alopecia Aerata e a Nutrição

Aqueles que sofrem de alopecia areata sabem que se encontram em uma encruzilhada difícil de resolver. O problema com este tipo de alopecia é que se costuma mencionar mais de uma causa e na hora de iniciar um tratamento, estes, deixam muito a desejar em seus resultados.

Atualmente, tem-se descoberto que mudanças específicas na dieta poderiam beneficiar-se enormemente a recuperação de uma alopecia areata.

nutricao alopecia aerata

Alguns estimulantes como os óleos essenciais são bons remédios naturais que ajudam a fazer com que o cabelo possa crescer novamente. Mas não devemos esquecer que se trata apenas de uma parte do tratamento da alopecia areata e que, para curar este tipo de calvície é necessário investigar as causas subjacentes.

Sob os sintomas de calvície de uma alopecia areata existe um problema muito mais complexo e profundo do que necessita ser corrigido para dar fim ao problema. O problema da raiz com a alopecia areata é reflexo de um sistema imunológico fraco. Se nós possuímos o sistema imunológico estável, firme e forte, certamente isso irá impedir qualquer doença , inclusive a calvície.

Isso, e muito mais, você pode conseguir regulando a dieta, realizando as alterações pertinentes para obter o balanço de nutrientes adequado do organismo. Ou, se não tem tempo ou disponibilidade para isso, usar a suplementação vitamínica correta. 

Quais Mudanças alimentares evitam a alopecia aerata?

Os principais pontos desta dieta consistirão na redução da inflamação, identificar e evitar os componentes que causam alergia, identificar e eliminar as deficiências, incorporar ao organismo uma ampla variedade de alimentos com nutrientes essenciais e, por último, estabelecer uma flora intestinal saudável.

Dieta Anti-inflamatória Para A Alopecia Areata

Os processos inflamatórios são associados com todos os distúrbios auto-imunes na maioria das condições de alopecia. Uma dieta anti-inflamatória tenderá a contribuir para diminuir a perda do cabelo e desenvolver o sistema imunológico, o que deve repercutir positivamente pois ao fortalecer os folículos pilosos, estes ficarão mais fortes diante de fatores que podem causar a alopecia.

Alimentos Alérgenos Que Estão Associados Com A Alopecia Areata

As alergias a certos alimentos, do mesmo modo que a sensibilidade a certos componentes desempenham um papel fundamental nos transtornos auto-imunes. Se nós possuímos a alopecia areata, devemos compreender, reconhecer e evitar esses alimentos alérgenos que possam estar na origem de um comportamento auto-imune. Um especialista em saúde pode oferecer aconselhamento nesta área corretamente sobre as formas de determinar se somos alérgicos a alguns alimentos ou sensíveis a determinados componentes.

Glúten

As pesquisas médicas têm sido claras a esse respeito: existe uma clara relação entre a intolerância ou sensibilidade ao glúten e a ocorrência de alopecia areata. Para os celíacos, ou seja, para aqueles que são intolerantes ao glúten, devem eliminar o glúten da sua dieta.

Existem casos documentados de pais de crianças que se encontravam calvos por uma alopecia areata que recuperaram o crescimento do cabelo assim que eliminaram o glúten de sua dieta.

Em muitos casos, um simples teste de não consumir glúten pode ser o suficiente para ver diferenças e avaliar as respostas do corpo, mas em outros casos, talvez você precise de testes e diagnósticos especializados.

O glúten não é o único alérgeno que se relacione com doenças do sistema imunológico, outros alérgenos podem ser produtos de leite, caseína, solanáceas, ovos, legumes, etc.

Carnes

Outras investigações apontam para evitar ou reduzir o consumo de carnes é muito útil para a integridade do sistema imunológico. Aqueles que são afetados com problemas no sistema imunitário, comumente têm uma sensibilidade extra para os antígenos de origem animal.

A razão para isso pode ser que os aminoácidos da carne de origem animal, é muito semelhante ao que podemos encontrar nos tecidos do ser humano. Esta semelhança pode ser causa de uma confusão e gerar ataques do mesmo organismo. Seria muito boa ideia limitar o consumo de carne ou até mesmo eliminar o seu consumo por completo, substituindo este produto a outros com os mesmos nutrientes.

Dieta Rica Em Nutrientes, Mas De Baixa Caloria

A dieta alimentar deve ser acima de tudo variada. Deve ser variada em todo o tipo de alimentos, deve ser natural, rica em diferentes tipos de nutrientes. Devem-Se incluir abundantes frutas e verduras para obter um bom funcionamento do organismo em geral, além de uma nutrição sem tantas calorias.

É um erro muito comum consumir os mesmos alimentos em diversas ocasiões. Na verdade, a ingestão de uma variedade importante de alimentos de qualidade é a única maneira de assegurar um bem-estar, ao mesmo tempo que podemos detectar com facilidade se algum alimento pode estar envolvido com problemas de alergias.

Deficiências Nutricionais

Uma deficiência nutricional é algo que causa em muitas doenças, por isso, não é de admirar que também seja comum em pessoas que sofrem de alopecia areata. Deficiências nutricionais de elementos como o Zinco, a vitamina D, vitamina B, o cálcio, o Ferro, etc., podem estar por trás de uma alopecia areata.

Você sabia? Grande parte da queda de cabelo é resultante de deficiências de vitaminas e minerais no corpo, além da má alimentação. Por isso, foi desenvolvido um suplemento alimentar voltado exclusivamente para quem sofre deste problema: conheça o Hair Loss Blocker.